//
você está lendo...
Ações e mobilização

NOTA DOS OCUPANTES SOBRE O #OCUPEESTELITA

Nós, #ocupantes do Estelita, recebemos a feliz notícia de que o Iphan embargou a demolição das edificações do Cais José Estelita, executada pelas empresas do Consórcio Novo Recife desde a última madrugada.
Porém, o conhecimento de que se trata de ato provisório, com validade de cinco dias, somado ao testemunho da tamanha ausência de escrúpulos e incivilidade por parte das construtoras, fez com que decidíssemos conjuntamente que o #OcupeEstelita prosseguirá por tempo indeterminado. Em outras palavras, não desocuparemos o local até que as reivindicações da seguinte pauta sejam atendidas de forma satisfatória:
* Abertura dos portões do espaço;
* Direito de ir e vir garantido aos integrantes da ocupação;
* Suspensão imediata do alvará de demolição e das obras do Projeto “Novo” Recife;
* Disposição das partes para realização de reunião que respeite a paridade entre os membros do poder público e empresariado e os nossos representantes (50% / 50%).
Nela, através de uma comissão de representantes dos vários movimentos #ocupantes, iremos expor e discutir nossos desejos para o Cais José Estelita, os quais fazemos conhecer:
→ Audiência pública para rediscussão do projeto para o espaço;
→ Garantia da destinação de, ao menos, 30% do projeto para habitações populares;
→ Requalificação e revitalização do Cais Estelita orientada pelo uso misto do espaço, que atenda às diversas camadas sociais com seus esquipamentos artísticos e culturais, em seus estabelecimentos comerciais e conjuntos de habitações.
O direito à cidade é a garantia do fim do crescimento orientado por um modelo excludente e caduco, que, ironicamente, se expressa no atual Projeto “Novo” Recife. Historicamente, não há qualquer direito que tenha sido cedido, mas conquistado na base da luta e contestação dos poderes hegemônicos. A nossa está aqui, no Cais. Aquele que por tanto tempo foi negligenciado e que agora ocupamos, para que dele germine o Recife que poderá ser ostentado como Nosso, pensado para todos que nele vivem.
Convidamos todos os que estejam interessados em reais soluções para a vida urbana a conhecê-lo de dentro e vislumbrar suas múltiplas possibilidades. A pura exploração pelo mercado não seria capaz de dar conta de todas elas… acredite!
Venha e também #OcupeEstelita!
O futuro agradece
Anúncios

Discussão

6 comentários sobre “NOTA DOS OCUPANTES SOBRE O #OCUPEESTELITA

  1. Parabéns pela atuação.

    Publicado por André Viana | 23 23UTC maio 23UTC 2014, 08:42
  2. Gostaria de saber se o D.U já esboçou um projeto específico para a área, uma vez que observando os comentários percebi que existe uma grande parcela de pessoas que não entendem do que se trata o movimento, dessa maneira concordando com a demolição de estelita o que faz muito sentido para eles, afinal qual a importancia daqueles galpoes abandonados? dessa maneira acho que a chamada do D.U em vez de focar na questao “NÃO QUEREMOS A DEMOLIÇÃO” devia focar no que se quer naquele espaço no futuro. Colocar para a população vocês desejam INUMERAS TORRES ou desejam um ESPAÇO DE COMÉRCIO LAZER E INTEGRAÇÃO DA CIDADE? esboçando imagens das duas opções. Acho que fica mais claro pra toda a população. Eu falo isso porque conheço os objetivos do D.U mas percebi que a mensagem chega deturpada ao grande público. Não esperemos que maquinas venham demolir para traçamos o projeto. cadê o projeto do DU bora focar nele?

    Publicado por duda | 23 23UTC maio 23UTC 2014, 11:00
  3. Eduardo Amorim,
    Cabe aos integrantes do Direitos Urbanos propor parâmetros e diretrizes referente ao Projeto Novo Recife, porém em momento algum, cabe a exigência de por exemplo 30% do Projeto para Habitações Populares, não é com esse tipo de imposição que se estabelecerá o diálogo com o Poder público, empresários e com a sociedade de maneira geral.
    Sugerir limitação do Gabarito, Àrea destinada a Espaços Sociais e verde, demais medidas que contemplem a valorização do patrimônio e os pilares da sustentabilidade é extremamente válido, porém impor perfil do Empreendimento é querer quebrar a perna de economia do tripé da sustentabilidade.
    Se buscam o apoio popular, repensem na estratégia de comunicação, repito como já havia dito anteriormente.

    Publicado por bsn@oi.com.br | 23 23UTC maio 23UTC 2014, 18:54
  4. Como uma das participantes dos DIREITOS URBANOS, as colocações estão bastante coerentes, as ações muito corajosas e pacíficas. O importante é não deixar que tudo desengrole e aí os bad brothers sintam-se vencedores. Calma, mantenham a calma, não agridam

    Publicado por Dodora Cavalcante | 23 23UTC maio 23UTC 2014, 20:27

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Recife pra quem? | blog da Raquel Rolnik - 22 22UTC maio 22UTC 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: