//
você está lendo...
Artigos, Clipping

Clipping – Novo Recife

26.03.2012

Recifenses articulam mobilizações online por mudanças na cidade
http://blogs.ne10.uol.com.br/mundobit/2012/03/26/recifenses-articulam-mobilizacoes-online-por-mudancas-na-cidade/

23.03.2012

Novo bairro no Cais José Estelita acende polêmica
http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/noticia/2012/03/23/novo-bairro-no-cais-jose-estelita-acende-polemica-36806.php

22.03.2012

Projeto Novo Recife aquece o Plenarinho da Câmara
http://www.folhape.com.br/blogfoco/?p=11915

População debate construção de torres no centro do Recife
http://www.leiaja.com/noticias/2012/populacao-debate-construcao-de-torres-no-centro-do-recife

No Recife, projeto imobiliário no Cais José Estelita gera debate acalorado
http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2012/03/no-recife-projeto-imobiliario-no-cais-jose-estelita-gera-debate-acalorado.html

21.03.2012

Múcio Magalhães promove audiência sobre Complexo Novo Recife
http://www.recife.pe.leg.br/noticias/mucio-magalhaes-promove-audiencia-sobre-complexo-novo-recife

24.03.2012

JC Impresso
Grande vazio urbano esquecido por todos
URBANISMO

Em meio à discussão de projeto imobiliário na área dos armazéns do Cais José Estelita, os moradores de São José denunciam a degradação e o abandono da região
Vizinhos do Cais José Estelita, alvo de um projeto imobiliário que prevê a construção de 12 prédios no lugar dos antigos armazéns, desconhecem as mudanças anunciadas para a área, no Centro do Recife. Em meio à polêmica gerada após a apresentação da proposta pela construtora Moura Dubeux, moradores do entorno denunciaram, ontem, o abandono e a depreciação do local, que ainda acumula problemas, como a insegurança e limpeza precária.

A notícia da reocupação de parte do bairro de São José foi recebida de maneiras diferentes. A dona de casa Maria Aparecida da Silva, 64, moradora de um dos últimos imóveis residenciais da Avenida Sul, situada atrás dos galpões, disse que o projeto deve fazer com que ela frequente mais o cais. Isso aqui é um deserto, principalmente à noite, um sufoco até para pegar um ônibus. Pode ser que a revitalização melhore a segurança.
Já a professora Gorete Ferreira, 36, demonstrou uma preocupação. Espero que esse lugar não fique com mais pessoas e carros. Meu medo é de que o barulho aumente. A também moradora da Avenida Sul levanta uma outra discussão em relação à proposta.
Acho que a revitalização deve contemplar a todos. Não há um espaço público para a comunidade e basta chover 20 minutos para essa área ficar alagada. Isso nunca foi resolvido, reivindicou a aposentada Neide Ferreira da Silva, 73.

Morador há 50 anos da Rua Imperial, o aposentado Salvador Martorelli, 71, espera que as mudanças tragam uma melhor infraestrutura. Se as melhorias ficarem somente no cais, não adianta. Esse bairro é basicamente comercial. Para fazer a feira, preciso ir ao Centro, a Afogados ou Boa Viagem. É preciso oferecer serviços a quem reside aqui. Deveriam fazer uma avenida ligando o cais à Dantas Barreto para melhorar a circulação, sugeriu.

Hoje, em frente aos antigos armazéns, há um calçadão que margeia o cais. Apesar de estar conservado e dispor de bancos, o espaço é raramente utilizado. A falta de uma área de lazer e a insegurança, apontada pelos vizinhos do local, são alguns dos fatores que afastam a população. Os entulhos em volta do canteiro de obras da Via Mangue e as pichações na maioria dos galpões contribuem para o cenário de degradação.
Na Avenida Sul, Rua Imperial e demais vias paralelas e transversais ao lugar onde deverá ser erguido o empreendimento, ainda é possível ver casarões abandonados e lixo, acumulado principalmente embaixo do Viaduto Capitão Temudo e do pontilhão do metrô.
Perto dali, na Praça Sérgio Loreto, há um terreno onde deveria ter sido erguido um habitacional com 224 apartamentos para famílias de baixa renda. Uma placa no local indica que a obra, iniciada em 2009, tinha prazo de conclusão de 450 dias. Ontem, não havia ninguém trabalhando no local. Procurada pelo JC, a Prefeitura do Recife não se pronunciou sobre o atraso até o fechamento desta edição, às 21h.

O entorno do José Estelita ainda abriga a comunidade Vila Brasil. Alguns moradores da favela vivem em palafitas, sem água encanada nem serviço de esgoto. Moro com meus quatro filhos. Estou sem emprego porque tenho problema de obesidade e não posso ir para um lugar melhor. Ano passado, João da Costa (prefeito do Recife) esteve aqui e prometeu que a obra do conjunto ia começar em setembro, para tirar a gente daqui. Espero até hoje, contou Cássia Rodrigues da Silva, 34.

Pelo projeto apresentado anteontem pela Moura Dubeux, em audiência na Câmara de Vereadores, a ideia é erguer oito prédios residenciais e quatro edifícios para usos comercial e hoteleiro. Parte da área total 35% é destinada a uso público, para circulação e lazer, como manda a lei municipal.

Também estão previstas praças, ciclovias, bares, restaurantes, quiosques, pista de cooper, abertura e criação de ruas para diminuir o impacto do trânsito na região. Um píer está projetado no cais e fontes luminosas seriam instaladas na bacia do Pina. Os armazéns mais próximos ao Forte das Cinco Pontas são transformados num centro cultural a ser administrado pela Prefeitura do Recife.

A Moura Dubeux integra o Consórcio Novo Recife formado ainda pela Queiroz Galvão, Ara Empreendimentos e GL Empreendimentos , responsável pelo projeto imobiliário.
Ontem, a promotora de Meio Ambiente, Belize Câmara, informou que convocou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e a Diretoria de Preservação e Patrimônio do Recife. Vamos marcar audiência para definir o que não pode ser objeto de intervenção. O encontro deve ocorrer em maio, adiantou. O Ministério Público é contra a construção do empreendimento.


Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Assine o blog pelo Facebook

%d blogueiros gostam disto: